Abel recebe ‘cobrança’ de sobrinhos por escolhas no Palmeiras: “Eles são fanáticos”

Treinador comentou relação que tem com familiares por trabalho no futebol

0

De volta a Portugal para aproveitar as férias e curtir a família, Abel Ferreira contou em entrevista ao Globo Esporte um pouco de sua vida fora do trabalho e revelou que recebe ‘cobranças’ internas na família por escolhas no Palmeiras.

O treinador disse que tem dois sobrinhos que acompanham intensamente seu trabalho no Verdão.


Leia mais:


Eles questionam o motivo de algumas atitudes tomadas dentro de campo, dando até mesmo dicas do que fazer para que os jogadores rendam mais:

“Agora, tenho dois sobrinhos que são fanáticos, seguem tudo. Perguntam ‘por que tirei o Veiga, por que coloquei o Veiga, por que o Veiga não jogou mais tempo, por que tirou o Luiz Adriano, por que tirou o Patrick? Por que não testou no meio?’ (risos). Eu tenho aqui quase dois filhos, que são meus sobrinhos, meus parceiros de futebol.”

Em relação às filhas, Abel disse que não entra em assuntos de futebol já que elas não se interessam tanto pelo esporte:

“O futebol é zero para as minhas filhas, não falo nada disso com elas. Só ficam felizes que o pai ganhou. A mais nova fala que o trabalho do pai nunca acaba, já trabalhou no PAOK, agora está no Palmeiras, não estou entendendo. A mais nova ainda não entende muito bem o futebol, não explico nada, mas é muito bom estar com elas. A mais velha está em um período de 13, 14 anos, a mais nova é abraços, carinhos, beijinhos, acorda contigo e vai abraçar. Quem é pai sabe, ganhar um abraço verdadeiro. É muito simples ser feliz se pensarmos no significado da vida, e com ela aí na porta, se pararmos pra pensar, a gente é feliz e às vezes não sabe”, concluiu o treinador do Palmeiras.



Siga o Diário do Verdão no Instagram!

Advertisement
você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.